Brasil é referência para criação de mais duas normas ISO (21101 e 21103) em Ecoturismo e Turismo de Aventura

Referência mundial em Ecoturismo e Turismo de Aventura, mais uma vez o Brasil, por meio da ABETA, mostra representatividade quando o assunto é segurança. Suas normas nacionais ABNT foram utilizadas novamente como base para a normalização internacional do Turismo de Aventura, no âmbito da ISO (Organização Internacional de Normalização).

montanhismo

As duas Normas ISO publicadas no Brasil são:

. ABNT NBR ISO 21101 – Turismo de Aventura – Sistemas de Gestão da Segurança – Requisitos

. ABNT NBR ISO 21103 – Turismo de Aventura – Informações a participantes

 

As três normas brasileiras utilizadas no processo são a de Sistema de Gestão da Segurança, Informações Mínimas Preliminares a Clientes e a de Competências Mínimas do Condutor de Turismo de Aventura.

“Foi uma coordenação conjunta entre Brasil e Reino Unido, que também tinha um documento referência. É uma mostra clara de como o nosso país está avançado neste sentido. O Brasil é o país com o conjunto mais consistente de normas voltadas para o segmento”, explica Leonardo Persi, coordenador de normalização da ABETA.

 

Parceria com a BSI

Vale ressaltar que o Reino Unido, por meio da BSI – British Standards Institution (entidade de normalização que representa seu país), atuou em forte parceria com o Brasil, sendo ambos os países responsáveis pelo convenorship em conjunto.

Técnicos dos dois países atuaram como neutros no processo, por meio das entidades de normalização ABNT (Brasil) e da BSI (Reino Unido), com Daniel Spinelli e Peter Harvey, respectivamente. O grupo de trabalho é o ISO/TC228/WG7 – Adventure Tourism.

 

Referência mundial

Antes mesmo da chancela da ISO, as Normas Brasileiras já eram referência em países como Equador, Peru e Portugal, que utilizam as referências do Brasil. Atualmente, o nosso país conta com 32 Normas Técnicas focadas na prestação de serviços de Turismo de Aventura e Ecoturismo.

 

Próximos passos

As normas internacionais ISO foram publicadas no Brasil em novembro de 2014. Aproximadamente 100 empresas nacionais já tiveram seus sistemas certificados com a norma principal deste processo – a de Sistema de Gestão da Segurança – e teriam facilidade para se adaptar às diretrizes globais.

“As empresas brasileiras poderão demonstrar em nível mundial que o país está no caminho certo para oferecer serviços com qualidade e segurança. Efetivamente estarão colocando em prática processos de melhoria de gestão das pequenas e microempresas, que no setor de turismo de natureza é a grande maioria”, explica Persi.

A ABETA, ao lado do Sebrae Nacional e do Ministério do Turismo, continuará atuando no tema, sempre com foco na segurança e no bem-estar dos turistas e na capacitação dos profissionais do setor.

Viva a Vida ao Ar Livre com segurança!

Fonte: ABETA

Deixar uma resposta

Ou

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>